Rosácea

Agende sua consulta

(11) 3903.1896

(11) 94374.9888

Categorias

Preencha o formulário

O que é

Rosácea é uma doença vascular inflamatória crônica comum e benigna, entretanto há surtos. Surge, geralmente, no nariz, bochechas, testa e queixo. Causa vermelhidão e lesões inflamadas na área, podendo ser confundida com manchas de sol. No entanto, com seu agravamento, torna-se preocupante. Além disso, aparecem protuberâncias faciais parecidas com acne, as pálpebras ficam avermelhadas, os olhos secos e as narinas alargadas. Afeta mais as mulheres do que os homens.

Causa

Ainda não foram descobertas, mas quem desenvolve a rosácea pode ter uma predisposição individual ou genética. Estresse, bebidas muito quentes, exposição solar, álcool, alimentos picantes e uso de corticoides ou medicamentos que dilatam os vasos sanguíneos, por exemplo, também podem influenciar.


Tipos de rosácea

Há quatro formas de desenvolvimento da rosácea:

  1. Eritemato telangectásia:A pele apresenta vermelhidão, principalmente na área central do rosto e nariz. Há sensação de queimação;
  2. Pápula pustulosa:Além da vermelhidão, também há lesões semelhantes a espinhas. Afeta mais os homens do que as mulheres;
  3. Fimatosa:É o estágio inicial da doença, menos comum. Área avermelhada, endurecida e com os poros dilatados;
  4. Ocular: Os olhos apresentam inflamações, descamações, bem como avermelhamento dos cílios. No entanto, se não tratada, há risco de perda da visão.


Prevenção


Evitar exposição a luz por muito tempo, seja no trabalho ou a lazer, e utilizar, diariamente, filtro solar. Além disso, não consumir bebidas alcoólicas, bem como avaliar fatores pessoais, familiares e psicológicos. Tomar cuidado com ácidos tópicos, uso de sabonetes com álcool ou acetona, esfoliações ou tratamentos agressivos.

Tratamento

Até o momento não há cura para a doença, entretanto os tratamentos irão controlar os sintomas e as crises.

A utilização de sabonetes próprios e protetor solar com elevada proteção contra UVA e UVB, além de antimicrobianos orais e antiparasitários. O laser ou a luz pulsada também são uma opção de tratamento, assim como abordagens cirúrgicas, radiofrequências e microagulhamento com drug delivery. Cada um dos tratamentos é indicado de acordo com o grau do problema.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Agende sua consulta